Vendas de nobreak para lojas de shopping dispara

O nobreak garante maior segurança para clientes e lojistas

“O nobreak é útil em qualquer lugar, para todos os tipos de negócios”, conta o gerente Rodrigo Sampaio, funcionário de uma franquia de moda masculina. Sempre que há um computador, ou outro aparelho eletrônico em um ambiente, é fundamental que haja todas as formas possíveis de proteção que mantenha a saúde das máquinas em dia. “Muitos podem pensar que o computador é apenas um adereço em uma loja de roupas. Entretanto, sem ele, o nosso trabalho para, porque se torna impossível concretizar qualquer venda. Da mesma forma que temos um firewall protegendo o sistema, devemos agir da mesma forma com o hardware”, acrescenta Rodrigo.

O nobreak é a primeira linha de segurança no mundo virtual. Com aparelhos com defeito ou sem energia, tudo se torna off-line e traz prejuízo para as pessoas e instituições envolvidas. “Não podemos confiar no fornecimento que as companhias elétricas oferecem. No mínimo, nossa obrigação é se preparar para as possíveis eventualidades que possam acontecer. Mesmo porque não contamos com computadores reservas, como em um escritório. Um executivo pode ler o e-mails do celular, por exemplo, agora, eu não consigo entrar no sistema de vendas de outro ponto de acesso”, diz Simone Fabri, dona de uma franquia de uma loja de um grande clube de futebol.

nobreak

O nobreak ganhou tanta importância em medida que a área de TI cresceu, e suas ferramentas se tornaram indispensáveis. “Os próprios preços dos produtos são ditados pelo nosso sistema”, explica Rodrigo, “A nossa empresa tem níveis diferentes de valores conforme o perfil de cada loja. Uma mesma bermuda pode apresentar outro preço em um shopping diferente, por exemplo. E mesmo promoções também são atualizadas pelo sistema. Ajudar o cliente escolher as peças que vai comprar, é apenas o primeiro passo, o PC do caixa que vai fechar a venda”, coloca Rodrigo.

O nobreak se trata de um estabilizador de fornecimento de energia que conta com uma série de baterias internas e fornece uma fonte confiável para o usuário em caso de apagão. “O nobreak não é um gerador, ou alguma super bateria vinda da ficção científica, sua autonomia é pequena, em torno de dez minuto, em média, mas essa capacidade varia conforme a exigência elétrica dos aparelhos conectados”, nos fala o técnico em informática Diógenes Quelpes. Segundo ele, a principal função do nobreak é dar ao usuário a chance de desligar seu computador de forma correta evitando a perda de dados importantes. “Em uma loja, a queda de energia pode acontecer em meio a uma venda, esse tempinho extra que o nobreak consegue, evita transtornos aos clientes”.

O ideal seria ter um nobreak e um gerador para continuar trabalhando, sendo o primeiro uma forma de garantir que os equipamentos seriam providos de energia o tempo todo, sem interrupções. “Naqueles segundos ou minutos até o gerador ser acionado, e o nobreak que mantém a coisas no ar”, diz Diógenes. Seja em casa, no escritório ou comprando uma camisa em sua loja favorita.

Deixe uma resposta